Francal Feiras

PT
EN
ES

Notícias › Parques, Festas, Piscinas, Decoração e Paisagismo

Faturamento do varejo paulista cresce 5,9% em agosto

Publicado em 07/11/2018 17:09:00

Segundo a FecomercioSP, se o desemprego continuar diminuindo, aumentam as chances de o comércio seguir a trajetória de alta até o fim do ano.

As vendas do comércio varejista no Estado de São Paulo seguiram a trajetória ascendente e atingiram R$ 57,5 bilhões em agosto, alta real de 5,9% em comparação ao mesmo período de 2017. Foi a maior cifra para o mês desde 2013.

No ano, o faturamento real do setor cresceu 5,3%, o que representa um montante de R$ 22 bilhões superior ao obtido no mesmo período de janeiro a agosto de 2017. No acumulado de 12 meses, registrou alta de 5%.

Os dados são da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista do Estado de São Paulo (PCCV), realizada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), com base em informações da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP).

De acordo com a assessoria econômica da FecomercioSP, mesmo em meio a um quadro político-eleitoral de incertezas, o nível de atividade econômica se mostrou com um padrão de baixa volatilidade, permitindo que o varejo sustentasse um ciclo de recuperação, com taxas sistemáticas de crescimento.

Além disso, as permanências de uma inflação reduzida e de queda nos juros e a melhoria gradual no nível do emprego parecem consolidar um cenário de sustentação quanto ao consumo das famílias.

Na análise da entidade, se o desemprego continuar diminuindo, as chances de o comércio apresentar mais crescimento até o fim do ano aumentam. No entanto, é preciso ainda ficar atento aos novos índices da conjuntura econômica, como inflação, PIB, taxas de juros, entre outros.

A Federação ressalta que, considerando os movimentos recentes dos índices de intenção de consumo e de confiança das famílias, as projeções permanecem apontando para um crescimento anual ao redor de 5% em 2018 no faturamento real do varejo paulista. Desempenho que, caso se concretize, pode ser qualificado como muito bom, considerando a comparação com o ano de 2017, que apresentou expansão de 4,2%.

A FecomercioSP recomenda que o empresário tenha como principal estratégia entrar em 2019 com suas contas e a saúde de sua empresa em dia, a fim de aguardar com tranquilidade as mudanças anunciadas pelo novo governo na política econômica.

 

Fonte: Assessoria da FecomercioSP

Parceiros

Montadora Oficial